6 de abril de 2009

Sopa de moganga [4 por 6]

Julgo que já não preciso mais de apresentar a genial iniciativa 4 por 6 - desenvolvida pela nossa Mariana, que consiste em preparar uma refeição criativa, completa e a mais equilibrada possível para 4 pessoas com um - pequeno - orçamento de 6 euros. Para a minha 2ª participação, a inspiração levou-me até ao belíssimo arquipélago da Madeira (um grande abraço para ti, Nuno) onde existe um prato tradicional delicioso: a sopa de moganga. A moganga - ou moranga - é simplesmente uma abóbora; mas esta sopa leva ainda muitos mais ingredientes nutritivos e saudáveis, como um nada de carne, legumes variados e massa, constituindo assim um verdadeiro prato principal. E como se não bastasse para ficarmos rendidos, a sopa de moganga é um prato muito acessível, ao ponto que - permanecendo no espírito das ilhas portuguesas, podemos terminar com uma sobremesa leve de ananás em calda de especiarias sem ultrapassar o orçamento, na condição de substituir o ananás nacional - excelente mas caríssimo, infelizmente - por abacaxi. Vamos à receita...!

Ingredientes para 4 pessoas

- 300 g de carne de porco limpa de gorduras, cortada em cubos pequenos (perna)
- 1/2 lata pequena de tomates pelados, picados
- 500 g de abóbora cortada em cubos pequenos
- 1 cebola picada finamente
- 400 g de batatas cortadas em cubos pequenos
- 2-3 folhas de hortelã (opcional)
- 2 colheres (sopa) de manteiga
- 1,5 l de água
- 150 g de ervilhas frescas ou descongeladas
- 2 novelos de aletria (ou uma quantidade equivalente de spaghettini, vermicelli...)
- sal



Preparação

Aquecer a manteiga numa panela e refogar a cebola picada até ficar tenra e transparente. Juntar os cubos de carne e dourar de todos os lados, mexendo com frequência.

Adicionar os tomates picados, um pouquinho da calda destes e os cubos de abóbora. Refogar por mais uns minutos e regar com a água. Temperar com sal e levar a ferver.

Juntar os cubos de batata, as folhas de hortelã e as ervilhas. Deixar fervilhar em lume médio-baixo até a carne e os legumes se apresentarem bem cozidos.

Acrescentar a aletria e cozinhar até a massa ficar cozida "al dente". Distribuir por pratos fundos ou tigelas e servir de seguida.

***
A conta, SFF...!


Os vegetais frescos usados nesta receita - assim como na sobremesa - foram comprados no mercado municipal da Praia da Vitória - frescura e bons preços garantidos - sem falar no atendimento, sempre excelente. Os restantes ingredientes vieram do supermercado regional Guarita (carne) e do supermercado Modelo. Costumo fazer as compras em ambos com uma regra de base: privilegiar os produtos regionais, mais baratos e de uma qualidade muito superior aos que já fizeram uma longa viagem em contentores. Como foi estabelecido desde o início do 4 por 6, os valores apresentados têm por base a tabela de preços dos hipermercados Continente. Vamos então às contas...

  • perna de porco sem osso : 3.84 €/kg | usado : 300 g => 1.15 €
  • tomate pelado em conserva : 0.78 € /lata de 780 g | usado : 1/2 lata => 0.39 €
  • abóbora : 1.70 €/kg | usado : 500 g => 0.85 €
  • cebola : 0.63 €/kg | usado : 150 g => 0.10 €
  • batatas : 0.39 €/kg | usado : 400 g => 0.16 €
  • hortelã : 0.75 €/ramo de 50 g | usado : 1/3 ramo => 0.25 €
  • ervilhas congeladas : 0.99 €/kg | usado : 150 g => 0.15 €
  • aletria : 0.99 € /embalagem de 500 g | usado : 1/2 embalagem => 0.50 €
  • abacaxi : 1.18 €/kg | usado : 800 g => 0.95 €
Total : 4.50 €

Não entraram em conta os temperos do prato principal nem da sobremesa, pois são produtos comuns - e usados em pequenas quantidades, que temos sempre no frigorífico e nos armários da cozinha (manteiga, pimenta da Jamaica, cravinhos, açúcar, e sal). Além do mais, como
sobraram 1.50 €, creio que os ingredientes citados cabem à larga no orçamento.

Dica de poupança : se, como eu, for apreciador de ervas aromáticas, aconselho - em lugar de as comprar no supermercado, que plante um pequeno canteiro com as suas favoritas no jardim - a varanda ou a borda de uma janela também servem. As sementes e/ou os pés com raízes encontram-se geralmente à venda nos supermercados, floristas ou viveiros. A maioria das ervas aromáticas frescas aguenta muito bem a congelação - em caixinhas devidamente identificadas - ou a secagem. Assim conservadas, poderá usá-las em qualquer altura do ano.

Fonte : receita adaptada da revista Segredos de Cozinha - nº 961

9 comentários:

  1. Mais uma participação deliciosa e equilibrada, cheia de produtos muito nossos. E excelente para estas últimas noites de frio!

    Beijo *
    Mariana

    ResponderEliminar
  2. É uma ideia genial esta do 4 por 6, excelente iniciativa, ficou um pratinho maravilhoso, bjs.

    ResponderEliminar
  3. Sopa é um dos meus pratos prediletos e a sua, além de linda, tem preço acessível. Muito bom!

    ResponderEliminar
  4. Nao sei como está o tempo por aí, mas aqui ainda pede sopinha :)

    ResponderEliminar
  5. Uhmm... adoro tudo quanto tenha abóbora e gosto ainda mais de sopas com substância (sopas que não são passadas :D). Vou experimentar de certeza.
    Um beijinho.
    Susana B.

    ResponderEliminar
  6. Estou com tanta fome neste momento que até senti o cheirinho deste ensopado!!! Lembrei que tenho uma moranga em casa, mas cadê o tempo? Bjs

    ResponderEliminar
  7. Eu sou fã de sopas/refeição, faça chuva ou faça sol.

    Essa foto está fantástica (olha que não é nada fácil fotografar esse género de sopas caldosas com os pedacinhos de legumes... ).

    bjs

    ResponderEliminar
  8. Gostei muito desta refeição! Como sempre, trazes muito boas sugestões.Obrigada por partilhares!Cá em casa gostamos muito destas sopas completas, sobretudo ao jantar.Já guardei a receita! Bjs. Bombom

    ResponderEliminar

Tempere à gosto !