15 de setembro de 2008

Empadas de atum à moda da Terceira



A primeira vez que comi empadas na ilha Terceira - Açores, fiquei surpreendida pois são bastante diferentes das que encontramos no continente; a massa é ligeiramente doce e mais areada. Andava já há algum tempo à procura da receita até a nossa Manuela - açoriana de gema - publicar esta. Fiz tal e qual, só que juntei um pouquinho de leite à massa que me pareceu um bocado seca enquanto eu estava a amassar. As empadas ficaram não só bonitas como saborosas, exactamente como aquelas vendidas nas pastelarias da ilha. Usei manteiga Milhafre e atum Bom Petisco, que é precisamente pescado à linha nas águas açorianas, claro...!

Ingredientes para 12-15 unidades

Massa

- 500 g de farinha de trigo
- 100 g de açúcar
- 1 colher (chá) de fermento em pó
- 150 g de manteiga com sal derretida
- 2 ovos
- leite q.b.

Recheio

- 100 g de manteiga
- 1 cebola grande picada finamente
- 2 colheres (sopa) de farinha
- 1 colher (sopa) de polpa de tomate
- 2 latas de atum em óleo (250 g)
- sal & pimenta preta moída na altura
- 1 pitada de noz moscada moída
- 1 colher (sopa) de salsa picada

- 1 gema de ovo batida
- 12-15 azeitonas verdes

Preparação

Misturar a farinha com o açúcar, o fermento, a manteiga derretida e os ovos. Amassar muito bem, juntando pequenas quantidades de leite até a massa se apresentar homogénea e maleável (a massa deve ficar suficientemente seca para não colar às mãos). Formar uma bola e reservar.

Escorrer muito bem o atum, reservando uma colher (sopa) do óleo. Esmigalhar o atum com um garfo e reservar.

Aquecer o óleo do atum juntamente com a manteiga numa frigideira. Refogar a cebola até alourar. Polvilhar com a farinha e cozinhar por 1-2 minutos sem parar de mexer com uma colher de pau.

Adicionar a polpa de tomate, o atum esmigalhado e a salsa picada. Temperar com sal, pimenta e a noz moscada. Envolver e retirar a frigideira do lume. Reservar.

Pré-aquecer o forno a 180ºC.

Retirar bolinhas de massa, achatar com a mão e forrar as forminhas, moldando a massa com as pontas dos dedos. Preencher com o recheio. Retirar mais bolinhas de massa e espalmar para formar as tampas. Pressionar ligeiramente com a ponta dos dedos para fechar.

Pincelar as empadas com gema de ovo. Colocar uma azeitona sobre cada uma, carregando ligeiramente até ao meio da azeitona.

Levar ao meio do forno por 20-25 minutos, a 180ºC, ou até as empadas se apresentarem bem douradas. Retirar do forno e deixar repousar um pouco antes de desenformar. Servir as empadas frias.

Ver também : Empanadilhas de atum / Empadas de peixe



Pimenta : Pimenta do reino - Colar : Grudar

19 comentários:

  1. Elvira, parecem-me excelentes! Achas que posso fazer e congelar?
    Beijinho

    ResponderEliminar
  2. Sim, Margarida. Pode congelar as empadinhas. :-)

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  3. Realmente, com 100 gr. de açúcar deve-se notar o adocicado... Não me recordo de ter comido destas empadas, mas é garantido quando voltar aos Açores!

    ResponderEliminar
  4. Realmente muito diferente.
    Eu sou fã de receitas com atum e um dos meus petiscos preferidos são empadas, logo estas deixaram-me muito curiosa.

    Beijo

    ResponderEliminar
  5. Elvira, que delícia! Adoro empada!
    Beijos!

    ResponderEliminar
  6. Adoro uma empada. Engraçado, quando penso em empada, imagino sempre o recheio de frango, queijo....este de atum foi fantástico. Vou fazer! Beijos.

    ResponderEliminar
  7. Tb achei ótima a idéia de atum como recheio!!
    Bjs

    ResponderEliminar
  8. Elvira que empadinhas mais lindas, fico aqui imaginando o sabor maravilhoso que elas devão ter.
    Beijos

    ResponderEliminar
  9. elvira estive sem vir ca uns dias pois fui de ferias e agora so vejo coisas boas!! como estas empadas. devem ser optimas!! ficaram lindas!
    beijinhos e boa semana.
    moranguita
    http://docesdamoranguita.blogspot.com

    ResponderEliminar
  10. Elvira, de tanto ouvir vc falar nos Açores e na Ilha Terceira e suas iguarias, já estou morrendo de curiosidade de conhecer.

    ResponderEliminar
  11. Realmente bem diferentes das empadas que fazem em Portugal e Espanha.
    Estas tuas estão perfeitinhas, pois eu acho que trabalhar com massa é difícil e ás vezes por medo não me atrevo um pouco mais neste campo.
    Um dia terei que intentar.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  12. Embora viajante regular por terras açorianas, não conhecia essas empadas. Devem ser deliciosas!

    bjs

    ResponderEliminar
  13. O que eu adoro empadas e estas estão lindas.
    Bjos

    ResponderEliminar
  14. Olá!

    Mas que lindas que as empadas ficaram.

    Comia agora uma :)

    Eu nunca adiciono leite, porque a manteiga derretida costuma ser suficiente. A massa fica bastante húmida e tende a colar-se às mãos, mas é mesmo assim. Quando necessário unto as mãos com um pouco de manteiga para ajudar a moldar as tampinhas e carrego bem em redor da massa de forma a colar bem à parte de baixo da empadinha.
    É a manteiga que torna esta massa tenrinha.

    Fico feliz por teres gostado da receita :)

    ResponderEliminar
  15. Nossa! São bem diferentes mesmo. O açúcar deve dar um toque todo especial. Gostei da receita.
    Bjs!

    ResponderEliminar
  16. Não há comida que conforte mais do que uma boa empada...excelentes...beijinho

    ResponderEliminar
  17. Hoje experimentei esta receita. Fiz uma empada grande, em vez de pequenas e usei 3 latas de atum em vez de 2. Ficou delicioso! O contraste da massa doce com o atum é maravilhoso!!!!!! Parabéns pelo blog!

    ResponderEliminar

Tempere à gosto !