9 de julho de 2008

Les Européennes du Goût - Aurillac 2008



Aurillac é uma bela e tranquila cidade do centro de França - região de Auvergne, atravessada pelo rio Jordanne e cercada pelas montanhas verdejantes que formam o Massif Central.



Existem mil e uma razões para visitar Aurillac. Uma delas é o festival gastronómico e cultural Les Européennes du Goût que decorre anualmente em Junho ou Julho no centro da cidade, à beira rio.



Palestras e debates sobre a arte culinária, aulas de cozinha, demonstrações feitas pelos mais conceituados chefes nacionais e internacionais da actualidade - como William Ledeuil, degustações, concertos, espectáculos, shopping gourmet, etc... O festival tornou-se em quatro anos uma referência para os apreciadores de gastronomia, profissionais ou amadores.



O ponto nevrálgico do festival é uma feira onde pequenos produtores franceses e estrangeiros expõem e vendem as suas especialidades: queijos, charcutarias e enchidos, vinhos, especiarias, mel, etc. Claro que não resisti em trazer muitas coisas boas de lá e se não fosse a longa viagem de regresso à Portugal, teria-me excedido, pois era tudo tão bonito, apetecível e delicioso...!



A organização do festival aposta desde a sua criação no fenómeno dos blogs culinários, convidando alguns dos seus autores a partilhar as suas experiências com o público. Este ano, éramos quatro, vindos de diversos países da Europa: o Stéphane (Luxemburgo), o Claude-Olivier (Suiça), a Sigrid (Itália) e eu. Podem ver-me aqui a participar num "duelo" amigável com o chefe Jérôme Cazanave, animado por Eric Roux, jornalista gastronómico e apresentador do programa Côté Cuisine no canal televisivo France 3.



Com os mesmos ingredientes, o Jérôme Cazanave e eu tinhámos de confeccionar uma receita em uma hora. E conseguimos: ele, uns deliciosos soufflés de queijo e eu, umas queijadas de Sintra. Garanto que é um pouco estranho e stressante cozinhar com público a assistir, mas até gostei da experiência, passados os primeiros minutos de timidez. Felizmente, tanto o chefe como o animador fizeram tudo para eu me sentir em confiança.



À noite, houve um cocktail reservado aos blogueiros convidados e de passagem com iguarias maravilhosas preparadas pelo Jérôme Cazanave, o meu "adversário".



No dia seguinte, pelas 9h00 da manhã, fui assistir a uma degustação organizada e apresentada por dois conhecidos meus da blogosfera culinária francesa, o Patrick Chazallet (à direita na fóto), um célebre crítico gastronómico, e a sua companheira, a Ségolène Lefèvre, historiadora da alimentação. O tema era a carne de allaiton, um borrego de leite DOP da região de Auvergne.



O famoso chefe Hervé Busset preparou a carne de allaiton de três formas diferentes, da mais cozinhada à mais crua, todas elas deliciosas, requintadas e perfumadas com ervas colhidas nas montanhas de Auvergne.



Cada prato foi servido com um vinho diferente, escolhido de forma cientifica pelo Patrick Chazallet, especialista na matéria.



Pelas 11h00, dei uma volta à feira para escolher os produtos que iria usar na minha demonstração de petiscos portugueses. Foi assim que conheci o José da Fonseca e a sua mulher, a Véronique, importadores de produtos portugueses instalados em Aurillac.



O José é especializado em vinhos do Douro e azeite de Trás-os-Montes. Fala de Portugal e das especialidades gastronómicas portuguesas com uma paixão pouco comum. Além do mais, é uma pessoa culta e interessante. Podem ver mais sobre José da Fonseca clicando aqui.



Também conheci o simpático Luís Cristino, outro importador de produtos portugueses DOP e biológicos de alta qualidade: enchidos, fumados, queijos, mel, pastas de azeitona, marmelada, broa de milho, etc. Como podem ver, Portugal estava muito bem representado. Adorei encontrar-me com conterrâneos tão simpáticos, interessantes e competentes.



Acrescentei uma garrafa de cognac às minhas compras e dirigi-me para uma espécie de cozinha aberta ao público e situada no coração do festival onde decorria grande parte das demonstrações e degustações. Assistida pela querida Emilie, também ela blogueira, flamejei uns chouriços portugueses com cognac e confeccionei torradas de broa de milho gratinadas com queijo da serra, queijo de cabra de Mirandela, etc., servidas com mel e nozes de Trás-os-Montes, pasta de azeitona preta e até chutneys exóticos da Polinésia francesa. Para acompanhar havia vinho verde e vinho rosé do Douro, mas também cognac-tonic. Não preciso dizer que a petiscada foi um sucesso... As pessoas não paravam de me questionar sobre a culinária portuguesa e foi para mim uma honra dar a conhecer mais um pouco sobre a nossa cultura gastronómica.



O tempo passou a correr e nem vi nem fiz metade do que queria durante o festival. No Domingo à noite, enquanto os últimos visitantes saiam do recinto do festival e que se desmontavam as tendas, o João e eu fomos visitar a belíssima aldeia medieval de Conques seguindo os conselhos do Patrick e da Ségolène.



A mais bela maneira de nos despedirmos da Auvergne que tão bem nos acolheu, bebendo um último copo com os olhos a vaguear pelas belíssimas montanhas que nos rodeavam...



Além das citadas mais acima, conheci pessoas maravilhosas, em Aurillac. Aqui deixo um abraço especial às queridas blogueiras Irisa, Esther e Dominique. E outro à Lucille, da Cuisine TV. E mais um ao Didier Petit.



Agradeço mais uma vez o Benjamin Piccoli, alma e cérebro do festival que teve a gentileza de me convidar. E mando um beijinho à Claude e à Gracianne, amigas que não puderam estar presentes em Aurillac mas que fizeram parte da minha viagem cada uma à sua maneira.



Adeus, Aurillac. Até para o ano...? Farei todo o meu possível para que isso aconteça. :-)

Mais fótos e reportagens sobre Les Européennes du Goût abaixo:

Cuisine et Couleurs / 1001 Recettes / ILACA - Cuisiner en Auvergne / Il Cavoletto di Bruxelles / Un p'tit creux ? / Cuisine Plurielle

27 comentários:

  1. Uau!!! Que espectáculo!!! Não poderiam ter convidado melhor pessoa para representar o nosso país. Muitos Parabéns minha quase vizinha. Beijocas fofas

    ResponderEliminar
  2. Fátima(cemporcentoacucar)9 de julho de 2008 às 09:14

    Que grande aventura! Parabéns Elvira! Grande representação de Portugal!!Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Elvira, estou tão orgulhosa!
    Portugal esteve muito bem representado, e acredito que a experiência tenha sido inesquecivel.
    Queria ter estado lá par ver e cheirar tudinho, mas principalmente para pessoalmente te apoiar e dar os parabéns por seres uma embaixatriz da nossa culinária em terras francófonas.

    Beijo

    ResponderEliminar
  4. Adorei a tua reportagem e fiquei invejosa!!! :)

    Fico feliz por ter corrido tudo bem, sei que estavas nervosa com o facto de ter que cozinhar em público.

    E daqui a dias tenho-te como vizinha e vamos poder também fazer o nosso intercâmbio culinário ;) A minha churrasqueira já está pronta!

    ResponderEliminar
  5. Parabéns Elvira!!!Adorei a reportagem e deve ter sido uma experiência inesquecivel.Claro que para o ano vai lá estar a representar-nos e muito BEM.Beijinho carinhoso

    ResponderEliminar
  6. querida Elvira, que fotos lindas.
    E que concentrada estás no meio dos teus cozinhados.
    Como disse a Marizé, Portugal esteve muito bem representado.

    P.S.: publiquei mais uma receita tua no meu blog.

    ResponderEliminar
  7. Espectacular Elvira!
    Portugal foi muito bem representado!!
    Deve ter sido uma experiência e tanto, fico contente por tudo ter corrido bem.
    Obrigada por esta magnífica reportagem.

    ***

    PS: mas confesso que já estou com saudades das tuas receitas! :P

    ResponderEliminar
  8. Olá Elvira, que experiência avassaladora deve ter sido!!!! A reportagem ficou óptima, as fotos da região são belissimas e aposto que fizeste um brilharete com as tuas receitas e demonstrações! Adorava lá ter estado a assistir!

    Muitos parabéns!

    Bjs

    Cristina

    ResponderEliminar
  9. Adorei a reportagem e acho que estivemos super bem representados. Gabo-te a coragem, pois não é fácil estar a cozinhar para tanta gente. Estás de parabéns.

    bj grande

    ResponderEliminar
  10. Parabéns Elvira pela sua participação neste evento tão interessante em França. Adoro França e por acaso já tive o prazer de visitar a região de que fala e gostei imenso daquela atmosfera que é um misto de ruralidade e civilização. Todas as suas experiencias devem ter sido muito gratificantes e fiquei surpreendida pelo facto de ter feito queijadas de sintra ao vivo pois sempre achei que eram dificeis de confeccionar em casa quanto mais ao vivo. Mais uma vez muitos parabéns .
    um grande abraço
    Amélia

    ResponderEliminar
  11. Parabéns Elvira adorei a tua reportagem!Não podiamos estar melhor representados! És uma grande mulher...um beijinho Natércia...

    ResponderEliminar
  12. Obrigada por ter representado tão bem o nosso país Elvira e por esta descrição magnífica da sua viagem =)

    bjs

    ResponderEliminar
  13. Parabéns Elvira! Sempre soube que estavamos muito bem representados!
    Fiquei com uma saudade enorme de França e dessas terrinhas fora-do-circuito-turístico, que tanto adoro! E pensar que este ano não vou para lá....
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  14. Elvira, arrasou Aurillac em chamas!! :-)
    Que evento bacana, adorei ver voce em açao.
    Com certeza voce nos representou --blogueiros em portugues --com muita classe e competencia.
    Parabens! e um beijo saudoso,

    ResponderEliminar
  15. Que bela reportagem da passagemn pelo festival gastronómico. Sem dúvida que Portugal esteve bem representado... por ti e pelos outros produtores.
    Parabéns Elvira e obrigada por partilhares :)

    ResponderEliminar
  16. "Torradas de broa de milho gratinadas com queijo da Serra'????
    O meu Deus! Assim eu choro!!!
    Tudo lindo, Elvira! Parabéns!
    Beijo!

    ResponderEliminar
  17. Elvira, que bela reportagem nos fez sobre a sua passagem pelo festival gastronómico. Admiro a sua coragem por ter estado a cozinhar em frente a tanta gente e dou-lhe os parabéns por ter representado o nosso país de forma tão magnífica.

    beijinhos

    ResponderEliminar
  18. Todo mundo já elogiou, e eu me incluo também mas, o que é cognactonic ? É cognac com água tônica ?

    ResponderEliminar
  19. Que delicia de lugar e esse evento de responsa!!!
    Bjks

    ResponderEliminar
  20. Elvira, que viagem linda e enriquecedora! Adorei ler todo o post e as fotos estão maravilhosas! Muito obrigada por dividir aqui esta experiência gastrônomica! Bjs

    ResponderEliminar
  21. Que delícia de viagem...
    Parabéns pelo teu sucesso!
    Bjs :)

    ResponderEliminar
  22. Fiquei encantada a ler a tua reportagem, sitios lindos... mas satisfaz-me a minha curiosidade se quiseres ou puderes faze-lo. Tu és amadora ou profissional de culinária? Beijinhos (tenho sentido falta das tuas visitinhas).

    ResponderEliminar
  23. Eu sou a Gio das Receitas da Gio... tu sabes não é verdade?

    ResponderEliminar
  24. Querida Gio, sou uma simples amadora. Só que como fui uma das primeiras "blogocozinheiras" francófonas, há quase 4 anos atrás, e que o fenómeno - pelo menos em França - é enorme, sou de vez em quando solicitada para este tipo de coisas, para publicar receitas em revistas, etc. Algumas blogueiras francófonas são celebridades autênticas, como a Pascale, do blog "C'est moi qui l'ai fait", por exemplo. :-)


    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  25. Muitos parabéns Elvira! Estava em pulgas para ter algum tempo para ler a reportagem e as fotos com atenção e ficou fantástica! As fotos estão lindíssimas! De facto, o festival não podia ter escolhido melhor representante pois, arrisco dizer que existem muito poucos blogueiros a actualizar o seu blog de forma tão frequente e variada! Vindo ao seu blog, penso que não há desculpa para se dizer que cozinhar é difícil e uma actividade monótona! Mais uma vez, parabéns!

    Beijo

    ResponderEliminar

Tempere à gosto !