23 de Novembro de 2006

Vitela assada à moda de Lafões



Recentemente, durante um fim de semana em Vouzela, descobri uma especialidade local maravilhosa: a vitela de Lafões. Degustei a dita carne de várias maneiras, todas excelentes (grelhada, etc.), mas um dos pratos que mais me seduziu foi um em especial, confeccionado a partir da aba, um assado típico daquela zona. Quando regressei ao Ribatejo, andei à procura da receita na Net. Encontrei algumas bastante básicas - e mal explicadas - e achei muito curiosa e interessante a maneira de assar a carne em água. Finalmente, acabei por descobrir a receita que tanto procurará num dos meus blogues favoritos: O Avental do Gourmet. Usei aba de vitela mirandesa nova e gordinha, com as costelas muito tenras. É importante que assim seja. Não mudei quase nada à receita original, que estava perfeita- só acrescentei um pouquinho de colorau para dar cor às batatas. Aproveito para agradecer o "Avental" por ter compartilhado connosco o seu savoir faire: o prato não podia ter ficado melhor. Deliciámos-nos com aquela carne muito tenra, quase desfeita, e extremamente saborosa. A gordura acaba por derreter na água e "confitear" a carne lentamente, conferindo-lhe textura e sabor únicos...

Ingredientes para 2 pessoas

- 1 pedaço de aba de vitela de muito boa qualidade (Lafões, mirandesa...)
- 1 cebola
- sal grosso
- pimenta
- 1 colher (chá) de colorau*
- água q.b.
- 500 g de batatinhas

* pimentão doce

Preparação

Pré-aquecer o forno a 220ºC.

Descascar a cebola e cortá-la em quartos. Espalhar os quartos de cebola pelo fundo de uma assadeira de barro (de preferência).

Dar uns cortes fundos na carne com uma faca grande e bem afiada, no sentido das costelas. Colocar a carne em cima dos quartos de cebola. Temperar com sal grosso - 2 % do peso da carne - e pimenta.

Cobrir quase completamente a carne com água (até aos 2/3 da altura da assadeira, mais ou menos). Colocar a assadeira dentro do forno e baixar a temperatura para 200ºC. Deixar a carne assar até restar mais ou menos 1 cm de altura de água na assadeira (no meu caso, levou pouco mais de 2 horas) . Virar a carne frequentemente para não queimar.

Descascar e lavar as batatinhas. Envolvê-las no molho da assadeira, em volta da carne, 35 minutos antes do final da cozedura. Polvilhar as batatas com o colorau.

Servir logo à saída do forno, na própria assadeira. Acompanhar com nabiças cozidas, arroz e uma garrafa de vinho tinto do Dão.

6 comentários:

  1. Vou experimentar esta receita, talvez na próxima semana, se encontrar a carne adequada. Já tentei várias receitas de vitela assada e, até hoje, não fiquei com vontade de repetir nenhuma.
    Já agora, fiz esta semana o seu bolo de Barrancos e só a minha filha, de 12 anos, que nem é gulosa, comeu metade! Este é o melhor elogio que lhe posso fazer...

    ResponderEliminar
  2. Vocês acham que dará certa esta receita se fizer com carré de vitela? é o que tenho já em casa.Será que o osso não atrapalha?
    Aqui no Brasil pouco se usa vitela, portanto tenho poucas receitas.
    Agradeço a ajuda.
    Susana Koszka - de São Paulo-Brasil

    ResponderEliminar
  3. Querida Susana, julgo que pode usar o tal carré. Só que a carne tem de ser gordinha para confitear na água, senão não resulta tão bem.

    Obrigada pela visita ao meu blog.

    Um abraço.

    ResponderEliminar
  4. Minha Querida Senhora.
    Vitela à Lafões. Substitua a água por cerveja e veja a diferença.
    Um abraço, do
    Noayer

    ResponderEliminar
  5. Tenho uma microempresa que também comercializo vitela de lafões com IGP (Indicação Geográfica Protegida)embalada em vácuo.
    Contactos: agricabaz@gmail.com ou 239 405 446

    Também tenho salicórnia da minha Salina Eiras Largas

    ResponderEliminar
  6. troce a cerveja pelo brandy e vinho branco um concelho de kem ja trabalha a muitos anox em coxinha

    ResponderEliminar

Tempere à gosto !