4 de setembro de 2007

Salada de orelha



Esta é uma das tais coisas que, ou se adora ou se detesta...! Gosto de trincar orelha de porco desde gaiata, por mais estranho que pareça. Costumava sempre pedir um pedacinho quando a minha mãe fazia cozido à portuguesa. Mas o meu marido, esse, não aprecia nada, por exemplo. No entanto, a salada de orelha, um daqueles petiscos de Verão bem populares nas tascas portuguesas juntamente com a salada de polvo, conta entre as coisas mais saudáveis e leves que se podem comer. Recentement, na televisão, vi uma reportagem sobre Okinawa, uma ilha japonesa onde existe um número recorde de pessoas centenárias (será que a querida Clarice nos pode confirmar essa informação...? Ela tem andado por lá, ultimamente). O segredo está na dieta. Os habitantes de Okinawa comem muito peixe fresco, claro, mas também apreciam imenso as partes gelatinosas e cartilaginosas do porco, como os couratos, a tromba, as orelhas, etc. muito ricas em proteínas mas com teor de gordura nulo. Além das suas virtudes dietéticas, bem preparada, a salada de orelha tem um sabor realmente agradável...

Ingredientes para 4 pessoas

- 4 orelhas de porco
- 1 cebola descascada
- 4 dentes de alho picados finamente
- 2,5 dl de azeite
- 0,5 dl de vinagre
- 1 limão cortado ao meio
- 1 folha de louro
- 1 ramo de coentros (ou de salsa)
- sal & pimenta

Preparação

Chamuscar, lavar e arranjar muito bem as orelhas de porco. Colocá-las numa panela juntamente com a cebola, as metades de limão, a folha de louro e um pouco de sal.

Cobrir com água e levar ao lume. Deixar cozer por aproximadamente 1h15, ou até as orelhas se apresentarem tenras e macias. Retirar a panela do lume e deixar arrefecer por completo.

Retirar as orelhas de porco da panela e escorrê-las. Cortá-las em pedacinhos e colocar dentro de uma tigela.

Juntar os alhos e os coentros previamente picados. Regar com o azeite e o vinagre. Temperar com sal e pimenta à gosto. Envolver muito bem e reservar no frigorífico. Servir a salada fresca, acompanhada com pão.

Ramo : Maço - Tasca : Boteco
Pimenta : Pimenta do reino
Frigorífico : Geladeira

28 comentários:

  1. Confesso que não tenho paixão por orelha de porco. Agora , visualmente este prato esta tão bonito!!

    ResponderEliminar
  2. P.S. Sobre o local onde tirei as fotos, j� respondi no meu blog com mais detalhe. Mas, resumidamente, foram no Douro e na Ilha do Sal, em Cabo Verde.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. O meu marido adoro orelha de porco,ai se eu lha desse uma saladinha destas!!Bjitos.

    ResponderEliminar
  4. Ai, Elvira, adoro orelha de porco.
    Cá em casa quando fazemos feijoada ou Cozido à Portuguesa é um ingrediente indispensável.
    Excelente como sempre
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Nem parecem orelhas....mas, cá entre nós, orelha só a do maridão. E não é para trincar.

    ResponderEliminar
  6. Elvira, também adoro as orelhas de porco, os joelhos, o mocotó, etc., etc.
    Numa feijoada, não economizo as orelhas, minha porções são generosas. Mas só de raro em raro. feijoada é um prato irresistivelmente perigoso para a saúde, não é mesmo?
    bj

    ResponderEliminar
  7. eu... detesto orelha de porco. nunca provei, mas é uma das coisas que só de pensar me agoniam. tal como os pipis. meus pais bem tentaram, mas nao conseguiram. de certeza que sabe bem, mas prefiro aquela pizza lá em baixo. uma beijoca de regresso para ti elvira.

    ResponderEliminar
  8. Também gosto muito de orelhas de porco. Adorei sua idéia.
    Bjs!!!

    ResponderEliminar
  9. Nunca provei orelhas de porco, Elvira! Talvez elas até façam parte de alguns tipos de feijoada, mas nunca prestei atenção... Você despertou minha curiosidade! ;o) Bjs!

    ResponderEliminar
  10. Acho que só recentemente provei arelha, e até foi mesmo cá, em Angola. Em Portugal, a minha mãe não tinha o hábito de a pôr na feijoada. Para mim é como os caracóis, não adoro, mas com uma "cuca" quer a saladinha quer os caracóis, até que vão. :o)

    ResponderEliminar
  11. Elvira adoro essa saladinha no Alentejo é que comia mais vezes.um bjs Natércia))

    ResponderEliminar
  12. Ai que delícia Elvira!
    Adoro orelha de porco! Na feijoada e no cozido não podem faltar mas agora de Verão sabe mesmo bem é assim, numa bela saladinha!

    ResponderEliminar
  13. Afffff............ a foto está linda Elvira... mas orelha de porco não dá para mim não!!!! hehehehehe

    Bjundas

    ResponderEliminar
  14. Nunca fiz em casa o meu pessoal não gosta. Mas trabalhei em part time num restaurante em Almeirim, e era um dos pratos mais solicitados a seguir á sopa da pedra. Cortar a orelha é o mais complicado!

    ResponderEliminar
  15. Eu adoro orelha de porco, seja no cozido, na feijoada ou mesmo em saladinha. Adoro.

    ResponderEliminar
  16. Elvira, que diferente desta forma, por aquí é bem usado nas feijoadas. abraços.

    ResponderEliminar
  17. eu nunca comi e nao tenho a minima curiosidade. posso estar perdendo uma delicia de prato, mas orelha pra mim eh orelha... eu tenho um limite bem rigido que separa as coisas de comer das utilitarias. ;-))

    um beijo!

    ResponderEliminar
  18. E não é que nunca provei?
    Parece-me estranho... mas acredito que seja bom, deve dar estalinhos quando se trinca.
    Beijokas.

    ResponderEliminar
  19. Eu sou daquelas que comem de tudo o que me dizem ser comestível. Cartilagens, colágenos e que tais, qualquer parte dermatológica ou utilitária. Mas confesso que não sei preparar orelhas sem ser na feijoada. Pelo menos não sabia. Agora, vou testar sua receita. Obrigada, um beijo,

    ResponderEliminar
  20. Acho que nunca provei, mas não posso dizer com certeza... Bjs!

    ResponderEliminar
  21. Confesso que é daquelas coisas que não me dá prazer nenhum comer :), não é que não goste propriamente do sabor, mas faz-me impressão! :D
    Mas a foto está liiiinda como sempre!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  22. Uma delicia!!! Adoro estas comidas tradicionais =P

    ResponderEliminar
  23. Aqui em casa, quando faço cozido à portuguesa ou feijoada, é obrigatória a orelheira porque o Paulo adora!
    Eu dispenso... mas já gosto, por exemplo, da unha de porco e do presunto cozido... (gostos!)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  24. Elvira, � verdade sim que em Okinawa tem um grande n�mero de centen�rios! E as raz�es s�o estas mesmas que vc mencionou! Outra coisa boa destas partes cartilaginosas do porco � que cont�m muito col�geno, bom para pele! Precisa ver a pele lisinha dos idosos de l� ;-)

    ResponderEliminar
  25. Olá. Tudo bem? Os miúdos de porco são mesmo deliciosos e bem saudáveis. Infelizmente aqui no Brasil, as pessoas não gostam de apreciar, só mesmo na feijoada. Estou preparando vários post só mostrando essas informações a respeito das partes menos apreciadas pelos brasileiros, afinal os tempos são outros e o produto ( carne suina), evolui muito não é mesmo? Essa receita da salada parece ser do barulho, vou testá-la. Beijos, Rosa Maria
    http://sabordaservas.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  26. Quando era uma mocinha que passeava com os papás, ao domingo à tarde iamos petircar sempre fora... esta era uma das iguarias que não faltava na mesa... O senhor do café fazia esta saladinha tão bem!!!!!!

    beijinhos

    ResponderEliminar
  27. Isto é que é um belo petisco. Adoro!
    bjs

    ResponderEliminar

Tempere à gosto !