9 de julho de 2007

Clafoutis de ameixas



O clafoutis faz parte das minhas sobremesas favoritas. Esta especialidade francesa muito antiga é confeccionada com frutas frescas. O clafoutis mais comum é de cerejas, mas qualquer fruta da época não exageradamente doce fica bem. Já fiz de uvas e de maçãs e, recentemente, experimentei com ameixas pretas. De comer e chorar por mais...!

Ingredientes para 4-6 pessoas

- 500 g de ameixas frescas
- 100 g de farinha de trigo
- 100 g de açúcar
- 50 g de manteiga derretida
- 3 gemas + 1 ovo
- 2 dl de natas
- 2 dl de leite
- 0,5 dl de vinho do Porto
- manteiga para untar
- açúcar para polvilhar

Preparação

Pré-aquecer o forno a 180ºC. Untar uma forma redonda com manteiga.

Lavar e secar as ameixas. Cortá-las ao meio e remover delicadamente os caroços. Dispor as metades de ameixa na forma, com a parte cortada virada para cima. Reservar.

Bater muito bem o açúcar com as gemas e o ovo. Juntar a manteiga derretida e a farinha. Misturar muito bem.

Adicionar o leite em fio sem parar de mexer. Acrescentar as natas e o vinho do Porto. Envolver até a massa ficar lisa e homogénea.

Verter o preparado para dentro da forma onde foram reservadas as ameixas e levar ao forno por 35-40 minutos, a 180ºC.

Retirar o clafoutis do forno e polvilhar com um pouquinho de açúcar. Deixar amornar. Servir levemente morno ou frio.


Natas
: Creme de leite

22 comentários:

  1. Que maldade esse doce...Eu mataria por um agora mesmo. Hehe.
    E a versão com maçã deve ser fantástica também. Sem falar no nome requintado.
    Adorei!

    ResponderEliminar
  2. Que coincidência: este fds estive mesmo para fazer um clafoutis de franboesa mas não estava bem certa da receita. É esta mesmo que vou seguir!

    ResponderEliminar
  3. Nunca fiz clafoutis, Elvira! Também me apeteceu a versão com maçã... Receita anotada! ;o) Beijos e uma ótima semana para você!

    ResponderEliminar
  4. Olá, Elvira.
    j´adores le clafoutis !!!
    Já fiz com cerejas e com uvas, mas a versão com ameixas e maçãs estão anotadas.
    Bjokas.

    ResponderEliminar
  5. Outro dia nào fui bem-sucedida na confecção do clafouti de frutinhas vermelhas. Mas vou experimentar essa receita com vinho do Porto ainda por cima.

    ResponderEliminar
  6. quel délice ma chère elvira!! biiises micky

    ResponderEliminar
  7. Não conhecia este tipo de doce muito apelativo sim senhor, parabens

    ResponderEliminar
  8. Ai que delícia de doce!Fiquei com desejo!

    ResponderEliminar
  9. Nunca fiz e nunca comi. Mas, vontade não me falta...

    ResponderEliminar
  10. Eu nunca fiz, mas tenho até uma receitinha dessas guardada. Vontade nÃo falta! :)

    ResponderEliminar
  11. Nossa!!!

    Se faz parte das tuas sobremesas favoritas, obrigatoriamente faz parde das minhas também :-)

    Beijos mil, Diogo

    ResponderEliminar
  12. Elvira que maravilha.um bjs Natércia))

    ResponderEliminar
  13. Maravilhosa a sua clafoutis. Estou com uns morangos bonitos em casa e acho que eles vão virar uma em breve.

    ResponderEliminar
  14. Ora aqui está uma próxima delícia a experimentar! Bjs!

    ResponderEliminar
  15. Elvira e eu nunca fiz... mas acho que tem cara de cobbler, e leva vinho, deve ser bom mesmo!

    ResponderEliminar
  16. Olá minha rainha! Tenho aqui resmas, paletes de ameixas... acho que vou fazer esta sobremesa.
    Beijocas.

    ResponderEliminar
  17. Também gosto muito de clafoutis. Costumo fazer de maçã e adoro. Esta receita parece deliciosa.

    ResponderEliminar
  18. Quando vi a receita fiquei, imediatamente, com água na boca! Normalmente gosto de deixar minha opinião sempre que faço uma receita, porque me parece a melhor forma de agradecer a quem, como vc Elvira, tem a generosidade de partilhar as suas melhores receitas!
    Fiz este fim-de-semana para levar a um almoço de família e TODOS, sem excepção, adoraram!! O aspecto é lindo, lembrando as receitas da avó que arrefeciam na janela e o sabor é sublime!
    Parabéns desta nova super fã de clafoutis!

    PS. Só faltou dizer que o meu foi de pêras, que estavam mesmo a pedir para se transformarem nesta sobremesa divina! E ficou muito bem!!!

    ResponderEliminar
  19. Ólá Elvia!
    Sou nova por aqui...
    Experimentei esta receita mas fiquei com dúvidas... está no forno há já 45 minutos e está ainda muito líquido... Aliás, a massa ficou líquida... é assim? Ai, ai, será que vai ficar bem ou será que estraguei tudo?
    As natas deitam-se assim como estão na embalagem? se calhar tinha que as bater primeiro... Ajudas-me?

    ResponderEliminar
  20. Querida Sara,

    Normalmente, é impossível falhar uma receita de clafoutis. Será que te enganaste nas quantidades ou assim?

    Deve ficar como uma espécie de pudim.

    Bjs.

    ResponderEliminar
  21. Elvira:
    obrigada pela tua resposta...
    Nas quantidades não me enganei... Mas as natas deitam-se assim líquidas como vêm na embalagem? Eu deitei-as assim... Não tinha que as bater? A massa, no final, depois de acrescentar tudo, estava super líquida... água mesmo... fica assim? esteve quese duas horas no forno a 180º. Pus papel vegetal por cima para não queimar. Ficou saboroso mas muito líquido, mesmo depois de tanto tempo no forno.. aquilo em que penso é que a culpa foi das natas... não as bati e tu dizes na receita para envolver bem... não foi preciso envolver ... deitei as natas líquidas e elas fundiram logo.. pro isso imagino que tenha sido esse o erro... mas espero pelo teu comentário.
    Obrigada!
    Adoro o teu blog!

    ResponderEliminar
  22. Querida Sara,

    Sinceramente, não entendo porque razão não correu bem. O clafoutis não deve ficar líquido. :-(

    Nem precisa de assar durante tanto tempo...

    Beijinhos.

    ResponderEliminar

Tempere à gosto !