7 de julho de 2007

Combinação mais que perfeita



Foie gras de pato francês, pão de centeio torrado e...



... Vinho doce português.

Quinta da Alorna, Colheita Tardía 2003, Ribatejo DOC

7 comentários:

  1. Ah là là, Elvira... Encore une bouteille que nous ne verrons pas ici, au Québec :( Je rêve d'une bouteille de Colares branco. J'ai, par contre, trouvé une bouteille de Moscatel de Setubal et j'attends une belle après-midi d'été franchement chaude pour l'ouvrir avec l'apéritif. Vos vins sont divins.

    ResponderEliminar
  2. Amo foie gras!!!
    Bjks e ótimo final de semana.

    ResponderEliminar
  3. Elvira adorei a sua receita.um bjs Natércia))

    ResponderEliminar
  4. Você acredita que nunca provei foie gras?

    ResponderEliminar
  5. Foie gras é do melhor que há. Vinho doce, costumo beber quando fazem vinho "americano" aqui para os meus lados e trazem aquele maravilhoso vinho mesmo depois de ser pisado... ai ai... tãaaooo boommm!
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  6. Quinta da Alorna, conheço muito bem!!! Já tinha dito que sou de Almeirim. Aguardem pela receita da verdadeira Sopa da Pedra.
    Beijocas

    ResponderEliminar
  7. abomino foi gras, mas o vinho... hmm, tchintchin Elvira! ;-) bjos,

    ResponderEliminar

Tempere à gosto !