31 de outubro de 2006

Bolinhos dos Santos



Na região Centro de Portugal (Ribatejo Norte, Beira Litoral...) existe uma tradição muito antiga. Cá, nos não vamos visitar os mortos, já que acreditamos que as suas almas é que nos vêm visitar à casa. Para que estas sejam bem acolhidas, abrimos a porta à vizinhança durante todo o dia 1 de Novembro. As mesas estão repletas de água-pé, bolos e castanhas assadas para oferecer, e podem ver-se muitos grupos de pessoas a passear pelas estradas e a parar de casa em casa. Mas sobretudo, este é o dia das crianças, que andam a bater às portas com um saquinho de pano branco (que muitas vezes já tinha pertencido aos pais ou aos avós) para pedir o "bolinho", dizendo: "Ó Ti Maria, um bolinho pelas alminhas!". Aliás, na minha terra, o dia 1 de Novembro é tradicionalmente chamado o Dia do Bolinho. E aqui vai a receita tradicional dos bolinhos dos Santos tal como ainda hoje são confeccionados na minha aldeia (existem algumas variantes de uma terra para outro) para este dia tão especial de amizade e de convívio...

Ingredientes para 20 unidades

- 600 g de farinha de trigo
- 100 g de açúcar
- 1 colher (chá) de erva-doce em pó
- 1 colher (café) de canela em pó
- 100 g de manteiga amolecida
- 2 ovos + 1 ovo batido
- 30 g de fermento de padeiro
- 1,5 dl de leite morno
- 1,2 dl de azeite
- 50 g de amêndoas laminadas
- 100 g de passas de uva
- 50 g de nozes picadas
- manteiga para untar, açúcar q.b.

Preparação

Colocar a farinha, o açúcar, a erva-doce, a canela, a manteiga e 2 ovos numa tigela grande. Misturar muito bem. Dissolver o fermento no leite morno e juntar ao preparado. Misturar muito bem até a massa ficar homogénea.

Adicionar o azeite aos poucos, amassando entre cada adição. Amassar até a massa absorver o azeite e juntar os frutos secos de forma homogénea.

Retirar o tabuleiro do forno e untar com manteiga. Reservar. Pré-aquecer o forno a 200ºC.

Colocar bolinhas de massa sobre o tabuleiro do forno e deixar levedar num lugar morno, longe de correntes de ar, por mais ou menos 30-40 minutos.

Pincelar as bolas com ovo batido e polvilhar com um pouquinho de açúcar. Levar a cozer no meio do forno por 20-25 minutos, a 200ºC. Servir os bolinhos mornos ou frios.

7 comentários:

  1. Adorei a receita do bolo!! Aliás adorei visitar seu blog. Muito bom gosto e as fotos estão ótimas. Já adicionei nos meus favoritos!!
    Voltarei sempre...

    Vivianne

    ResponderEliminar
  2. Me encantan las recetas con tradición. Y esta tiene mucha. :)
    Para el día que pruebe de hacer los bolinhos, que es la "erva-doce"?
    Gracias como siempre Elvira,
    Marcela

    ResponderEliminar
  3. Querida Marcela, que bom vê-la de volta por cá! :-)

    Usamos a semente de erva-doce moída. Ou seja, aneto ou funcho, duas espécies da mesma família de plantas.

    ResponderEliminar
  4. Elvira, el gusto es mío. :)
    Creo entender que es la semilla de hinojo. Me encanta ese perfume, aunque acá no es muy usado en los dulces. Se usa más el anís. Definitivamente, esta receta la tengo que probar.
    Bisous.

    ResponderEliminar
  5. Creo que yo también la voy a probar esta receta. El año que viene voy a tener que disfrazarme de niña y venir a tu casa a buscar "bolos", qué te parece? Gracias por esta receta, nos vamos a chupar los dedos.

    Besos

    ResponderEliminar
  6. Não conhecia esta tradição dos bolinhos! Que delícia esta receita! Tantas especiarias devem perfumar a casa toda quando estão assando! Hummm!

    ResponderEliminar
  7. ola elvira,tambem conheco a tradicao dos bolinhos na minha terra e tens toda a razao, cada terra tem a sua receita
    até agora sempre fiz a receita da miha mae, mas a tua tambem me parece ser muito boa
    vou experimentar da próxima vez!

    ResponderEliminar

Tempere à gosto !