16 de abril de 2008

Choucroute garnie



O meu marido nasceu no leste de França - em Besançon - e estudou em Estrasburgo. Tanto a Franche-Comté como a Alsácia são regiões bastante frias (os Franceses costumam chamar ironicamente à Franche-Comté "pequena Sibéria"...), no entanto, a comida de lá é muito boa... mas bastante calórica. Como o João adora, de vez em quando, lá tento esquecer a contagem das calorias e cozinho choucroute garnie - o prato mais típico da Alsácia mas também da Alemanha - para lhe fazer o gosto. Claro, adapto a receita aos enchidos e fumados deliciosos que encontramos em Portugal. E podem acreditar que fica uma maravilha...!

Ingredientes para 6 pessoas

- 1 kg de chucrute pronto*
- 6 batatas grandes descascadas
- 1 naco de presunto
- 1 naco de pá de porco fumada
- 1 salpicão da Beira Alta ou de Trás-os-Montes
- 1 pedaço de toucinho fumado magro (200 g)
- 4 salsichas tipo Estrasburgo ou Frankfurt
- 1 garrafa de vinho branco seco
- 200 ml de água
- mostarda de Dijon

* costumo comprar chucrute na parte dos frescos do Intermarché. Por vezes, também arranjo chucrute enlatado no supermercado Lidl.

Preparação

Colocar metade do chucrute numa panela alta e grande. Dispor as carnes, os enchidos, as salsichas e os fumados por cima da camada de chucrute.

Juntar as batatas e cobrir com o chucrute restante. Regar com o vinho branco e a água.

Cobrir com uma tampa e cozinhar em lume brando por 2h00-2h30, ou até não restar quase líquido nenhum na panela (todavia, o chucrute não deve ficar seco nem queimar).

Transferir o chucrute para uma travessa grande. Juntar as batatas inteiras e as carnes cortadas em pedaços. Servir de seguida, acompanhando com mostarda de Dijon e uma garrafa fresca de vinho riesling francês ou alemão.

Nota : não de deve adicionar sal pois quase todos os ingredientes que leva o chucrute são salgados.

Fumado : Defumado - Presunto : Presunto defumado - Pá de porco : Paleta de porco - Salpicão : Lingüiça portuguesa grossa

15 comentários:

  1. Que prato tão interessante, faz lembrar um pouco o nosso cozido numa versão alemã.

    Bj

    ResponderEliminar
  2. Deve ser D E L I C I O S O !!!
    Meu reino por um pratinho... (menos do chucrute, que não sou fã...)
    Beijinhos,

    ResponderEliminar
  3. Eu sou o oposto da Laura sou fã do chucrute quando vou ao freeport dou sempre um saltinho á salsicha alemã c/ chucrute, adorava saber confecciona-lo.

    ResponderEliminar
  4. Estava habituada a relacionar este tipo de prato com a gastronomia alemã, gostei de saber que em França também se faz. É uma daquelas receitas que adorei saber como se faz, pois já comi algumas vezes, mas nunca soube reproduzir.

    bjs e obrigada

    ResponderEliminar
  5. Sim, meninas: chucrute é couve de repolho cortada em tiras finíssimas e marinada. Quanto ao facto de a chucrute também ser uma especialidade francesa... a região de Alsácia tem fronteira comum com a alemanha e até já foi uma provincia alemã. :-)

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  6. Marcel e eu somos super fãs desta cozinha! Pratos fortes e de difícil execução - acabamos escolhendo comer em restaurante.
    bjinho,
    Nina.

    ResponderEliminar
  7. Oi Elvira!
    Parece-me deliciosa, a sua versão! Aliás, na Alemanha o Chucrute também é usado para compor outros pratos! O repolho é temperado só com sal grosso e marinado durante meses. Esta era, no passado, a maior fonte de vitamina C na alimentação alemã. A Korea também tem a sua versão e chama-se Qim-chi(não me lembro a grafia correta). Muito bom e aditivo, mas é o prato mais apimentado que já provei até hoje! :-O

    Bjs

    Andrea

    ResponderEliminar
  8. O meu marido está farto de me pedir uma choucroute !
    Aqui em Pombal, há uma charcutaria (o dono veio de França), que faz ele mesmo a couve, e nós é que cozemos, fica bem melhor !!!!!

    Este ano não comemos, anda vou ver se ele ainda têm ! é que nem sempre é altura boa para a preparação dessa couve.
    bjka

    ResponderEliminar
  9. elvira ficou lindo esse prato! bjs

    ResponderEliminar
  10. Elvira, eu também nasci na região da franche-comté, mais propriamente em Montbéliard, e a choucroute era um prato que eu comia muitas vezes em casa das minhas amigas francesas. Quando vim para Portugal, não sabendo cozinhar este delicioso prato, tenho-me contentado com as latinhas de chucrute que se encontram à venda nos hiper. Vai ser agora que vou meter as mãos na massa e surpreender os meus pais com esta comidinha tão saborosa que a Elvirinha teve a gentileza de postar. Muito obrigada mais uma vez!

    isabelle

    ResponderEliminar
  11. Apesar da minha origem, metade alema, nunca preparei esse prato. Que alias gosto muito. Agora com sua receita me encorajei.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  12. Essa choucrute está fantástica. Aportuguesada, pois, mas realmente os nossos fumados e enchidos são fantásticos. Quanto ao acompanhamento, creio que um bom riesling francês, alemão ou mesmo austriaco (são dos meus preferidos) acompanha bem (se "encaixar" a acidez da couve, mas penso que sim). Sem dúvida a experimentar.

    ResponderEliminar
  13. Maravilhoso.
    E isto é que eu chamo de mistura cultural: Um prato da Alemanha que também é consumido na França, muito bem feito em Portugal e breve copiado aqui no Brasil.

    Beijos pra você.

    ResponderEliminar

Tempere à gosto !