4 de janeiro de 2007

Tajine de novilho com curgetes



Sou uma fã de tajines, os estufados marroquinos cozinhados lentamente em barro. O aroma das especiarias, quando se destapa a panela, é simplesmente divinal. Existem muitas receitas, com carnes diversas, aves ou até peixe. Esta, com carne de vaca, é muito, muito boa...!

Ingredientes para 4 pessoas

- 4 colheres (sopa) de azeite
- 4 cebolas picadas
- 800 g de novilho para estufar cortado em cubos
- 4 cenouras
- 2 tomates
- 2 curgetes grandes
- 2 dentes de alho picados
- 1/2 colher (café) de piri-piri moído
- 1/2 colher (chá) de pimentão doce (colorau)
- 1 colher (chá) de ras-el-hanout*
- 1 colher (chá) de açafrão das Índias (curcuma)
- 1 boa pitada de fios de açafrão
- 1 colher (chá) de gengibre em pó
- 1 raminho de salsa
- 3 dl de água morna
- sal & pimenta

* o ras-el-hanout é uma mistura de especiarias típicas de África do Norte. Como não é nada fácil encontrar os frasquinhos já prontos por cá, a minha mãe é que me costuma fornecer via correio postal à partir de França... Mas pode-se substituir o ras-el-hanout por uma quantidade equivalente de uma mistura constituida por canela, erva-doce, noz-moscada e cominhos em pó.

Preparação

Lavar e arranjar os legumes. Cortar as cenouras em rodelas. Cortar as curgetes em meias-luas grossas, sem descascar. Remover a pele e as sementes dos tomates. Cortar os tomates em cubinhos. Reservar.

Aquecer lentamente o azeite numa panela de barro (ou num recipiente de barro próprio para tajine). Juntar 3 cebolas picadas e refogar, mexendo de vez em quando.

Adicionar os cubos de carne e alourá-los de todos os lados. Acrescentar a cebola picada restante, as rodelas de cenoura e os cubinhos de tomate. Temperar com sal e pimenta. Envolver.

Diluir o piri-piri, o colorau, o ras-el-hanout, o gengibre, o açafrão das Índias e o açafrão na água morna. Regar o preparado de carne com 2/3 da mistura. Polvilhar com a salsa picada e o alho.

Cobrir com uma tampa e cozinhar em lume brando por 1h45. De vez em quando, regar com a mistura de água e especiarias restante para a carne não secar.

20 minutos antes do final da cozedura, rectificar os temperos e juntar as meias-luas de curgete. Servir o tajine bem quente, na própria panela.

Sugestão : acompanhar com sêmola de trigo (couscous).

1 comentário:

  1. Parabéns pelo seu blog.... bom-ano e excelentes cozinhados

    ResponderEliminar

Tempere à gosto !